quarta-feira, 2 de abril de 2008

detesto...

...ir à terra, monovolumes, cerveja com sabor a cano, incompetentes, mau hálito, gordos e pretas que se metem entre mim e aquela gaja do metro para quem estou a olhar, aquele coisinho do robe de prender a tira que faz de cinto que se crava nas costas quando estou deitado no sofá a ressacar da noite de sábado, que me digam "isso vale o que vale", quem caga no trabalho, achar que as pessoas de olhos claros são mais giras, não receber montes de mails a dizer quão genial é aquele post, quando não me dizem que "só tu, André, só tu", os David Brents da vida real, coentros nas favas, coentros em qualquer sítio, a tipa da cantina do meu trabalho que me põe sempre menos uma fatia de carne que aos outros e quando lhe chamo a atenção responde "se quiser mais uma bolinha de arroz no pratinho ao pé da sopinha e da sobremesasinha posso pôr", o 732 e as janelas sempre fechadas, a loira com boca de peixe que entra sempre no metro do Campo Grande às 8:40 e que se senta à minha frente, o Windows Vista, livros que descolam da lombada, Arroios, camisolas interiores com elastene, ter de apertar o último botão da camisa, ter comichão no único sítio do pé onde não chego sem ter de descalçar o sapato, estar longe de betão, o tapete do carro enrolado debaixo do acelerador, que haja miúdas que não achem que sou o homem da vida delas, golos daqueles de quando a defesa vai a subir e é apanhada em contra-pé, aquele bico que se forma atrás no cabelo, quando acabam as cotonetes e me esqueço de escrever no papelinho onde se escrevem as coisas que acabam, quando o elevador mais próximo do meu apartamento está no andar contrário ao que preciso, de me esquecer das coisas, não saber o que raio aconteceu à Baby Jane, não ter coragem de não dar gorjeta no táxi porque depois fico sempre a pensar que o taxista vai chegar a casa e dizer "Maria, hoje já podemos dar sopa à pequena Joana", os Clusters não ter mais daqueles coisinhos com nozes e mel em vez dos castanhos achatados, o leite que não é do dia, que o tipo do Dixit (o café aqui ao pé de casa) me olhe com aquele ar nostálgico de "nunca mais cá vieste", as pessoas que saem do Metro na Alameda e fazem aquele ar importante de quem sai do Metro na Alameda, o Destak, galões, pensar que é por causa de mim que as pessoas já se começam a chegar para a direita e deixam a esquerda livre nas escadas rolantes, as pessoas que têm pânico de não sair do autocarro naquela estação, o tipo onde deixei de comprar o jornal porque me dizia sempre "ó amigo, eles hoje não mandaram o filme", que as velhas me olhem como se fosse o neto perdido delas, condescendência, a barba dos outros impecavelmente bem feita, as pessoas que acham que o Larry David não tem piada, o pixel marado do meu telemóvel, quando não sei dos chinelos, a camisola às riscas azuis e pretas que comprei porque achava que era o que se ia usar, que ninguém me dê crédito por ter ressuscitado o "Innervisions" em especial o "Higher ground", as miúdas não acharem irresistível o "Love will tear us apart" no toque do meu telemóvel, nunca ter conseguido acabar o Minesweeper no nível fodido, fazer sempre a mesma jogada no PES, aqueles que acham que o Jorge Jesus é o novo Mourinho, quando sopra uma brisa e alguém diz "isto está frescote", quando me apontam para o café e dizem que "esse é que é o curto", a falta de fairplay da trivela do Quaresma, as pessoas que deixam o plástico no telemóvel "para não riscar", serem 1:54 da manhã e eu ainda a pensar no porno que vou ver.

29 comentários:

Anónimo disse...

Existes em versão compacta para guardar na mala e levar para casa?


pachita

euexisto disse...

eu odeio o cristiano ronaldo. e este post está genial.

Anónimo disse...

a pachita não tem uma mala como a do sport Billy tá visto...

Sempre lhe podes perguntar se "quer ma'mala"

M.J.

Anónimo disse...

Pergunta...

Alguem vai ver editors?

M.J.

P.R disse...

Muito bom o texto!
Parabéns

http://pequenos--apontamentos.blogspot.com

Hermano disse...

"os livros que se descolam das lombadas" podes crer, fico mesmo tristinho quando tal acontece.

raul disse...

tb tenhoo esse toque... e também ninguém acha irresistivel :s o máximo que recebi como elogio foi o comentário "grande toque", vindo de um gajo no concerto dos cure... compreendo essa tua dor :P

Anónimo disse...

adoro quase todos os teus posts, aqueles que não adoro, gosto assim no minimo maizoumenos... agora quando soube que tens o love wil tear us apart como toque do telemovel, conquistaste-me para toda a vida! chuac!

posso so acrescentar umas coisinhas minhas à tua lista de odiozinhos de estimação? também detesto o cristiano ronaldo (como alguem já aqui disse), detesto dias estupidamente bonitos quando tenho mesmo de trabalhar enfiada num buraco o dia todo (especialmente sabendo que o namorado esta de férias e a curtir o solinho por ai nessas esplanadas da cidade!) , detesto ter de ser simpatica com aquele cliente que não merece mesmo, detesto aquela sensação de oportunidade irremediavelmente perdida, detesto levar com culpas que não são minhas, detesto piegas e pieguisse no geral...

S.

Nojento disse...

Eu sou como o David Brent. E curto.
Como não uso gravata passo o dia a ajeitar a maçã de adão.
E olho sempre para uma câmera imaginária.
Quando digo cenas, assim, inteligentes pra catano.

---

Ah, e por muito que quisesse ou gostasse, não conseguiria cagar no trabalho.

biclas disse...

tu és genial.....
Já ha um tempo que sigo o teu blog e eh de escachar a rir.....

Fika bem

Xena disse...

Juvenal, adoro os coisinhos com nozes e mel ... eles andem aí que ainda hoje comprei.

Anónimo disse...

quem diz david brent's diz michael scott's :\ mas este ultimo é forçado demais e nao existe na vida real, a nao ser em portugal, mas os americanos nao sabiam disso, por isso nao conta..

e mais irritante do que pessoas que nao acham piada ao larry david sao pessoas que acham mais piada ao jerry seinfeld :\

Azathoth disse...

ehh fdx também nunca conseguiste acabar o nivel mais lixado do Minesweeper? Já me aconteceu me lixar na ultima mina :(((( oO

t-stoff disse...

Eu por exemplo detesto a cara que me fazem quando peço um cafe' e uma imperial. Ora se a agua da torneira eh uma nojeira e a engarrafada eh cara, eu gosto de cafe' e preciso dele, gosto de imperial sabe bem e mata a sede, então qual e' o espanto?
Eh um pedido tão valido como os qualquer outro. ;>
Update. Agora ja' uso essa técnica quase como desporto, tipo brincar com isqueiros em pastelarias, que da' por norma algumas dores de pescoço aos mais zelosos antitabagistas.

joao gilberto disse...

detesto quando tenho paciência para ler isto até ao fim... mesmo que valha a pena!

L disse...

Dava tudo para o meu gajo ter o "love will tear us apart" no tlm!

K tipo de gajas é tu gostas? :p

juvenal, o anormal disse...

qualquer um, desde que o número total de dedos perfaça 20.

Mariachi disse...

Pois olha... eu andava um bocado desconfiado, e não era por causa da ligeira impressaõ no cu, porque essa tá munta boua, mas...

um gajo que não gosta de coentros, não come mariscadas e cerveja mais os amigos. E não estou a falar de lagosta e sapateira, que é peixe com casca... estou a falar de amêijoas/cadelinhas/conquilhas/berbigão/lingueirão e marisco de macho!
Não é preciso ser-se um bruto sem palato para não gostar de coentros... basta ser-se beirão!
Já não comer mariscadas com amigos... é uma cena rabichas, ó Juvenal!

Tás aqui tás a "amar himalaias" de sushi!

Anónimo disse...

ou melhor,
anónima disse ...

e como tal, não posso acompanhar-te no ódio aos bem barbeados, mas aquela da trivela do Quaresma diz-me qualquer coisa !

Gosto destes teus posts inspirados.

Miu Miu disse...

...pois. percebo. mas com que tipo de pessoas é que te dás?
quem não percebe o innervisions, especialmente o higher ground, não é gente de confiança!

Miu Miu disse...

...pois.
mas eu percebo todo esse azedume...más companhias! ouve o que te digo...más companhias!!
ou achas que quem não percebe o innervisions é gente de confiança?

cassandra disse...

eu gosto é de posts assim! chorrilho de vicissitudes! caramba, ainda bem que vim aqui ler-te :)

Telak disse...

Love will tear us apart ... há realmente toques mais em conta! mas isso e lá contigo :)

mas o que eu queria mesmo dizer, é que acabei o Minesweeper no nível fodido quando tinha os meus 15 anos! já lá vão uns quantos!

corine disse...

a cena no trabalho...mesmo que se tenha uma casa debanho privativa??

opá...necessidades!!!

Daniela disse...

Eu sou miuda e acho irresistivel o facto de teres o "love will tear us apart" como toque de telemovel :)

juvenal, o anormal disse...

podemos ir para a cama então.

GRAINOFSAND disse...

A-W-S-O-ME!!! Ah... e adoro Joy Division...

Anónimo disse...

Gostei muito, brutal.tenho 15 anos,li isto hoje e ja sou fã....continua que vais longe

El-Gee disse...

optimo. o fio condutor e a sensacao de nostalgica decadencia que sentes quando voltas a terra. Lisboa. Eu, dps de 6 meses fora, voltei e tive 1 grande desilusao, ao contrario do q esperava. Suja, triste, ultrapassada. E eu que, no passar dos meses, a pintava linda, resplandecente, tradicional, quase urbana. LIsboa precisa de um abanao. Portugal precisa de um abanao. (Do abanao de quem vai e aprende)