sexta-feira, 23 de maio de 2008

@incógnito

Ela: "Não faço o teu género? Como assim?"
Eu: "Do mesmo modo que não gosto de cavalos com cara de mulher, também não gosto de mulheres com cara de cavalo".

11 comentários:

Anónimo disse...

xD

Anónimo disse...

Se eu fosse jogador de futebol e me chamasse Aquiles, fazia questão de me marcar golos com o calcanhar.

O Man

PWFH disse...

Antes cara de cavalo que cara de Teresa guilherme (cara de égua de Chernobyl).

Evil Genius disse...

Não entendo porquê. O princípio é sempre o mesmo: montar o bicho. E depois há sacos de papel para tapar fronhas. E alcool para ajudar ao incentivo.

ILLUMINATOR disse...

pode-se sempre usar a tecnica do camarão... deita-se a cabeça fora!

:)

Anónimo disse...

...não percebo...na minha cabeça faz sentido...assim só se estragava uma família (lol)

M.J.

Mongo disse...

A cavalo dado não se lhe olha pá fronha.

Orgásmica disse...

Muito haveria para dizer sobre o assunto!

Gajos e gajas, temas e dilemas, discussões e argumentações, objectividade e sexualidade, descontracção, espírito aberto e muita polémica para gente com audácia!

http://audaciosos.blogs.sapo.pt/

tiagugrilu disse...

...Ou então, não.

P. disse...

Não era coisa para se montar?

Anónimo disse...

muito trabalho andré?

tu já não publicas desde o dia 23!!!

(eu venho aqui todos os dias. espero sempre encontrar cá novidades. eu sou viciada no teu blog. mas não digas nada a ninguém)


já ouviste o vídeo da maria rita?

beijos sem sabor

p.s. por favor, censura este comentário.