quarta-feira, 23 de setembro de 2009

things ain't what they used to be

O que me incomoda não é o cancro em si, é o cancro em mim.

4 comentários:

Anónimo disse...

tens finalmente um cancro? aonde?

caramela disse...

olhe, juvenal,
a mim também me aflige
o "câncaro" em si.

:|

caramela disse...

ah!
está genial!

:D

Shadow One disse...

O cancro em toda a escala incomoda.

A terapia adequada será Mi em cima de Si sem Do finalizando com divebomb pela Re.

O tumor entra em ressonância e explode. É nhanha por todo lado.

Not a pretty sight. But hey, who riffs a fuck?