terça-feira, 28 de abril de 2009

until we bleed

sleepwalking through the mekong: pá
sleepwalking through the mekong: fiz um cd
sleepwalking through the mekong: que é praticamente a história da musica
sleepwalking through the mekong: bom
sleepwalking through the mekong: tb tem iron maiden
sleepwalking through the mekong: mas fora isso é a historia da musica
jack: põe aí a playlist
sleepwalking through the mekong: pxi
sleepwalking through the mekong: sao 54 musicas
sleepwalking through the mekong: pera
sleepwalking through the mekong: vou passar para um ficheiro de texto
Offering to send play.txt to jack
Transfer of file play.txt complete
sleepwalking through the mekong: pá
sleepwalking through the mekong: saber comandos de dos
sleepwalking through the mekong: é assim o maior turn off de sempre
sleepwalking through the mekong: acho que
sleepwalking through the mekong: pior que isso
sleepwalking through the mekong: é uma gaja que configure uma firewall em linux
jack: hm
jack: temos abordagens muito diferentes da música.
jack: que tipo o mesmo que dizer
jack: que esta nunca seria a minha lista
jack: mas tem coisas muito boas.
sleepwalking through the mekong: nao é a lista definitiva
sleepwalking through the mekong: é só musicas que nao tenho noutros cds
sleepwalking through the mekong: e tb para levar gajas no carro
sleepwalking through the mekong: e fazê-las pensar
sleepwalking through the mekong: "foda-se. este gajo nao vale nada mas percebe de musica"
jack: se já estão no carro
jack: ou estão bêbedas
jack: ou já estão a fim.
jack: é o que eu costumo pensar
jack: por isso é que tenho lá blues e jazz
jack: 'este gajo é cool'
jack: 'albino, dentudo e chato, mas cool'
sleepwalking through the mekong: AHAH
sleepwalking through the mekong: a foda do jazz
sleepwalking through the mekong: primeiro é reconhecer as musicas
sleepwalking through the mekong: depois é tamborilar com a mão no volante em contratempo
sleepwalking through the mekong: nao acredito nesta merda que acabei de dizer:|
jack: ahah

15 comentários:

Anónimo disse...

Há muitos anos atrás, quando eu ainda era indie, tinha uma k7 de Elliot Smith que era bastante indie na altura, e usava-a sempre que ia comer gajas pó cais do seixalinho, pá praia de alcochete ou até mesmo pó parque de estacionamento do moinho da praia no samouco.

Colossus disse...

Juvenal, meu cabrão, tens de te deixar desta paneleirice das transcrições dos textos dos chats que não têm piada nenhuma e das one-line-jokes. Acho que perdeste definitivamente o talento e inspiração.
Para quando o regresso às críticas de cinema?

juvenal, o anormal disse...

qd me voltar o talento e a inspiração:)

Talento disse...

Epá, hoje não me dá jeito que tenho um jantar de aniversário.

Inspiração disse...

A mim também não que hoje faço anos.

joaninha versus escaravelho disse...

O Talento e a Inspiração são a mesma pessoa, quer-me parecer...

juvenal, o anormal disse...

isso depende da corrente de pensamento.

joaninha versus escaravelho disse...

Uma corrente de pensamentos são pensamentos alienados?

juvenal, o anormal disse...

:|
sou eu.
o andré.
o do vocabulário escasso.

joaninha versus escaravelho disse...

ahahahahah

Lalelilolu disse...

Uma gaja a configurar uma firewall em linux é um turn off? E se fôr boa? Não é um turn on maior que o normal?

tiagugrilu disse...

Não.

Romão disse...

Já perdi muito boa gaja à custa do Miles.

Basofe disse...

e eu à conta dos wolfgang press

extravaganza disse...

Basofe, não querendo ser abusiva no meu comentário... mas parece-me que isso não eram gajas que se prezassem. Quem não gosta de Wolfgang Press é um ovo podre!

Desculpem, mas há coisas que uma mulher lê e não consegue ficar calada. :|

(A menos que o Juvenal me mande calar...)